Notícias Locais

Agricultura: Ainda tímida safra 17/18 inicia em Lucas do Rio Verde

AGRICULTURA | 05/10/2017 16h 21min

As chuvas que caíram nos últimos dias favoreceram a semeadura de soja na área preparada para a safra 2017/18 no município de Lucas do Rio Verde (médio norte matogrossense). Até a manhã dessa quinta-feira (05) aproximadamente 5% da área total (240 mil hectares) já havia recebido as sementes.

Desde a última quinta-feira, 28 de setembro, até terça-feira (03) as chuvas caíram de forma uniforme no município, dando o impulso necessário aos agricultores a colocarem as maquinas em campo. Uma pequena parcela, com pouco mais de 1 mil hectares já iniciaram o plantio, assim que finalizado o vazio sanitário, com a utilização de pivô central (sistema de irrigação).

“Esperamos um inicio de bom plantio, apesar das condições de preços, com perspectiva de boa produtividade”, argumento Carlos Simon, presidente do Sindicato Rural.

Os preços das commodities em baixa e perspectiva de safra norte-americana record, deixa o produtor brasileiro em alerta.

Ainda em relação ao clima, o diretor executivo da Fundação Rio Verde de Pesquisas, Engenheiro Agrônomo Rodrigo Pasquali, comentou que haverá até o próximo dia 10 de outubro um veranico (período de estiagem seguido de calor)

“Tivemos relatos das chuvas que ocorreram na semana passada que não foram generalizadas e já nessa semana tivemos chuvas que ocorreram em todo município, fazendo com que o produtor tomasse a decisão de dar inicio a nova safra, que contou com chuvas regulares e condições de umidade satisfatória para que pudéssemos implantar a cultura da soja com qualidade e segurança para uma boa germinação”, afirmou.

Pasquali relatou que a progressão de semeadura em Lucas do Rio Verde é visível, porém, é preciso certa cautela devido as previsões de veranico.

“A tendência climática é que agora nos próximos 10 dias as chuvas não ocorram de forma generalizada, podendo ocorrer que algumas localidades não receberão chuvas limitando a umidade. Os produtores devem ficar atentos em relação ao plantio, onde havendo umidade recomenda-se a semeadura, caso contrário, não havendo umidade adequada na germinação, a planta terá dificuldade de continuar emergindo, causando sérios danos no estabelecimento da cultura”, disse o Engenheiro Agrônomo.

Fonte:   ATITUDE FM