Fique por dentro

Marcelo Rezende desiste de tratamento

Fique por dentro! | 21/08/2017 16h 45min

O comunicador da Record confessou recentemente que largou a quimioterapia.

Ele teria feito apenas uma sessão da doença, mas argumentou que o tratamento mais parecia que estava matando do que salvando. A escolha feita por Marcelo Rezende foi criticada por especialistas, que revelam que agora, segundo estudos, ele tem o dobro de chance de morrer. Ou seja, a chance de vida do comunicador é de menos de um por cento.

O UOL, inclusive, deu espaço para um estudo feito pelo Instituto Nacional de Câncer dos Estados Unidos. A entidade analisou pacientes que recorriam ao tratamento alternativo, como os que largavam a quimioterapia para orarem ou para fazerem terapias baseadas em ervas. A pesquisa disse que esses tratamentos não ajudam. Para os médicos, o ideal é que a fé seja aliada à quimioterapia, pois tem capacidade de ajudar na autoestima.

Marcelo Rezende nega que seja covarde e revela que aceitou pedido de Deus

Em um dos vídeos que gravou recentemente, Marcelo aproveitou para falar sobre críticas que tem recebido pelo tratamento de quimioterapia.

Ele nega que tenha sido covarde para tomar a decisão e argumenta que foi uma atitude difícil. Em seguida, o jornalista contou que o pedido teria partido de Deus.

Quanto mais rica e estudada for a pessoa, maior chance ela tem de largar quimioterapia e recorrer a terapias alternativas

Isso está totalmente relacionado com a pesquisa que constatou que a chance de quem larga a quimioterapia, em termos de morte, é bem maior. A pesquisa diz que as pessoas mais estudadas e de classes sociais elevadas eram aquelas mais propensas a fazer essa mudança, o que foi inicialmente surpreendente. Mais tarde, descobriu-se que essas pessoas desconfiam um pouco da ciência, mesmo com todos os números apresentados.

Fonte:   REPRODUÇÃO.