Fique por dentro

Família é encontrada morta em apartamento na zona leste de SP

Fique por dentro! | 08/03/2017 09h 05min

Três pessoas foram encontradas mortas nesta segunda-feira em um apartamento em Água Rasa, na Zona Leste da cidade de São Paulo. Os corpos de Fábio Luis Pinassi Nunes, de 36 anos, e de Thaise Leocadio Ramos, de 33 anos, foram encontrados com ferimentos de arma de fogo na cabeça, assim como o de um menino de 5 anos, filho do casal, identificado como Pedro Luiz Ramos Nunes.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, parentes das vítimas sentiram um odor forte vindo do apartamento e chamaram o zelador para arrombar a porta. No local, eles encontraram Thaise deitada no sofá e o pequeno Pedro, na cama do casal — os dois com hematomas na região da cabeça. Por último, avistaram Fábio, também já morto, com um revólver ao lado do corpo.

O delegado responsável pelo caso, Nilton Quieregato, titular da 29ª DP, afirmou ao Extra que a suspeita é de que o homem tenha cometido duplo homicídio e depois tenha se matado com a arma de fogo encontrada. A narrativa foi registrada no boletim de ocorrência e já é considerada pela polícia uma conclusão do caso. Os agentes esperam agora o resultado da perícia da arma e dos exames toxicológicos e necroscópicos das vítimas. Não foram achados bilhetes ou mensagens no local.

A mãe de Thaise Ramos, Denise Leocadio, publicou em seu perfil de rede social que o velório ocorrerá nesta terça-feira no Cemitério de Quarta Parada, em Água Rasa, de 10h às 15h.

O pai de Fábio contou aos policiais que o filho passava por uma crise depressiva. Pessoas próximas estão arrasadas com o trágico acontecimento. Alguns deles trocaram a imagem de perfil por um símbolo de fita preta, em sinal de luto pela perda de seus entes queridos, e receberam mensagens de solidariedade de amigos nas redes sociais.

O crime em São Paulo ocorre no dia seguinte a um pai matar os dois filhos e se se suicidar em um condomínio da Freguesia, na Zona Oeste do Rio, no domingo. Cesar Antunes Junior esfaqueou Maria Nina Magalhães Castro Antunes, de 10 anos, e Bernardo Magalhães Castro Antunes, de 6 anos, de acordo com a polícia, e deixou bilhetes para a ex-mulher, de quem teria tido uma crise de ciúme que resultou no duplo homicídio.

Fonte:   Reprodução

MUSICAL DE FINAL DE SEMANA

PROGRAMAÇÃO REGIONAL FM